Como a realidade virtual nos torna mais humanos

 

Histórias contadas, filmes, músicas ou fotografias trazem pra perto momentos e situações de todos os tipos, mas nenhuma dessas mídias pode impactar emocionalmente até hoje como faz a realidade virtual. Nos tornamos mais humanos porque atravessamos a janela virtual. Em segundos saímos de onde estamos e nos transportamos pra ambientes e sons absolutamente diferentes e imersivos.
Em uma impactante palestra no TED 2015 – conferência anual de uma ONG dedicada a difundir ideias, que surgiu em 1984 com palestras sobre Tecnologia, Entreterimento e Design -, nos Estados Unidos, o cineasta e produtor musical Chris Milk fala de suas experiências em torno de uma busca por algo que fosse real e humano por trás daquilo que produz.
Através de um projeto de captura de vídeos 360º em locais remotos do planeta, Milk e sua equipe buscam proporcionar as pessoas – em especial a membros da ONU, parceira no projeto – experiências realistas do cotidiano de diversas comunidades ao redor do mundo. Ao colocar os óculos VR as pessoas de fato estarão lá, observando e sentindo de perto como vivem.
“Então, é uma máquina, mas através dessa maquina nos tornamos mais compassivos, mais compreensivos e mais conectados. E, finalmente, nós nos tornamos mais humanos.”
Chris Milk

Leave a Reply