Tilt Brush: a reinvenção da arte de desenhar

 

Primeiro conhecemos o desenho plano e esgotamos (ou quase isso) suas possibilidades. Em seguida conhecemos o desenho tridimensional e a capacidade de dar forma e espaço as imagens. Colocamos as imagens em sequência e assim obtivemos a animação em suas diversas linguagens e maneiras. E agora, pra reiterar a capacidade infinita da tecnologia de se reinventar, o Google desenvolveu o Tilt Brush.
Levando a realidade para um patamar além, o Tilt Brush conecta o sistema do óculos HTC Vive com dois controles manuais que simulam escovas digitais pra pintar e uma paleta digital de formas, cores e texturas. Em um ambiente totalmente escuro as curvas coloridas criadas com o movimento das mãos dão cor, luz e forma ao ambiente.
Alguns artistas já tem experimentado o novo recurso que de certa forma faz uma mistura da realidade virtual – do ambiente observado através do óculos – com a realidade aumentada – das figuras que saem do plano 2D do papel para a tridimensionalidade em tamanhos reais.
Com o Tilt Brush como se todo lugar onde está de repente se transformasse em um grande quadro negro onde qualquer imagem é possível, sem limite de espaço, tamanho, para além do plano reto, e ainda com a possibilidade de utilizar materiais que no mundo real seriam impossíveis de se usar pra desenhar, tais como estrelas, o fogo ou a neve.
O artista Glen Keane que trabalhou por mais de 40 anos nos estúdios Disney criando personagens de A Bela e a Fera, Pequena Sereia e Aladdin também testou a novidade se disse encantado com as possibilidades que a tecnologia trás para a arte, que ultrapassa as limitações do papel e trazem realmente seus personagens para a realidade. Confira a experiência de Glen com Tilt Brush no vídeo abaixo.

Leave a Reply