Tendências em eventos corporativos para 2017

 

O ano de 2016 vai chegando ao fim e ao menos para o mercado de eventos no Brasil as perspectivas não poderiam ser melhores. Mesmo em meio a um complexo cenário político e econômico um recente estudo realizado pela Câmara Americana de Comércio (Amcham) conclui que 2017 será um ano positivo para investimentos no setor. A pesquisa foi realizada em evento sobre tendências em fóruns e seminários corporativos promovido pelo Amcham Business Center – no fim de setembro, em São Paulo – e dos 86 empresários entrevistados 65% afirmam acreditar na retomada e crescimento do setor.
A grande tendência em eventos corporativos no próximo ano será a mudança e/ou evolução de formatos e ações, considerando que para 67% dos entrevistados a interatividade entre público e marca – através do uso de aplicativos e novas tecnologias – será a principal delas. A isso se atribui também a grande aposta nos “eventos de experiência”, que se tornaram moda em 2016 e tendem a ser cada vez mais constantes (assim apostam 79% dos entrevistados) por se tratar de uma ação que permite interação e experimentação direta com produto ou marca fortalecendo ainda mais a relação do público com a mesma.
Abaixo algumas imagens de eventos em que a RSTcom produziu conteúdo interativo e imersivo em 2016.
Em 2016 a RSTcom desenvolveu diversos conteúdos interativos e de experiência, o que justamente vem confirmar essa tendência em eventos corporativos. Divulgamos alguns dos trabalhos realizados nesse segmento no nosso site, tais como Goodyear e Ticket, que utilizaram a realidade virtual para engajar e aproximar seu público do produto ou mensagem transmitida.
Além da interatividade o formato de mini-eventos (19%) – workshops, lançamentos e reuniões internas em geral – e online (19%) – principalmente nas ações de marketing digital para divulgação e engajamento no evento – também obtiveram destaque na pesquisa como fortes tendência em eventos corporativos. Segundo promotores de evento entrevistados o setor de saúde e indústrias farmacêuticas (35%), comunicação e marketing (29%); varejo (21%) e tecnologia (14%) serão os principais responsáveis pela retomada de investimentos em eventos, convenções e feiras em geral no país.
55% dos entrevistados avalariam também que as Olimpíadas foram responsáveis pela expansão do setor no ano, seja para marcas que realizam algum tipo de ação ou divulgação durante o evento, seja para marcas que de alguma maneira se beneficiaram da boa reputação deixada pela excelente execução do evento olímpico no Brasil.

Leave a Reply