A mulher no mercado de tecnologia
(Dia Internacional da Mulher)

 

Hoje, dia 8 de março, é comemorado o Dia Internacional da Mulher em reconhecimento aos diversos e importantes papéis desempenhados pelas mulheres na sociedade. A participação feminina no mercado de trabalho – efetiva e financeiramente falando – é uma das principais (dentre diversas outras) revindicações dos movimentos sociais que lutam por igualdade de gênero no Brasil e no mundo.
No setor de Tecnologia especialmente um estudo global realizado pela Fenwick & West em 2014 revela que apenas 25% dos postos de empregos nas áreas de comunicação e tecnologia da informação são ocupadas por mulheres; nos países em desenvolvimento há 200 milhões de mulheres a menos que homens com acesso a tecnologia online.
Em contrapartida, uma pesquisa realizada pela Dow Jones VentureSource atestou que mulheres em postos de liderança de startups levam as empresas a resultados mais positivos, visto que a proporção média da presença de mulheres em startups de sucesso é de 7,1% quando que nas empresas sem muito sucesso é de 3,1%; startups com cinco ou mais mulheres se tornam bem sucedidas em 61% dos casos. Os números – embora ainda absolutamente baixos em termos de porcentagem de participação feminina – são fortes indicativos do quão positiva e necessária é a presença de mulheres em cargos executivos de importância na área de tecnologia, mas certamente se aplica (com mais ou menos força) a diversas outras áreas.
Embora o mercado de tecnologia seja ainda predominantemente masculino, há diversas conquistas femininas que merecem ser comemoradas, tais como: Grace Hopper, criadora do primeiro software do mundo, Ada Lovelace que desenvolveu o primeiro algoritmo a ser processado por uma máquina, a freira Mary Kenneth Keller, primeira norte-americana a conseguir um PhD em Ciência da Computação que também participou da criação da linguagem BASIC, Adele Goldstine e Betty Holberton, programadoras envolvidas no projeto ENIAC (considerado o primeiro computador da história). Além das executivas de destaque Marissa Mayer e Meg Whitman como CEOs das gigantes Yahoo e Hewlett-Packard, além de Sheryl Sandberg, COO do Facebook.
A RSTcom incentiva a igualdade e a promoção de espaços de desenvolvimento profissional de sua equipe que conta com mulheres e homens comprometidos com a qualidade e o respeito no trabalho realizado.
Encerramos esse post comemorativo com a fala da blogger feminista Courtney Martin no TED 2010, que desvenda o universo feminino através de paradoxos cotidianos.

“É sobre abraçar os paradoxos;
É sobre agir em face da opressão;
E é sobre amar as pessoas.”
(Courtney Martin)

Leave a Reply